O objectivo do desenvolvimento sustentável é “satisfazer as necessidades presentes sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir as suas próprias necessidades”. 

Como forças fundamentais da sociedade, as organizações têm um papel preponderante a desempenhar na prossecução deste objectivo, cujos principais desafios se colocam ao nível da exigência de escolhas inovadoras e de novas formas de pensar e de agir. Se, por um lado, o desenvolvimento do conhecimento e da tecnologia contribui para o crescimento económico, por outro constata-se que pode também contribuir para solucionar danos e minimizar os riscos que esse crescimento traz à sustentabilidade das relações sociais e do meio ambiente. 

A urgência e a magnitude dos riscos e dos danos para a sustentabilidade do planeta e a grande disponibilidade de opções e de oportunidades, tornarão a transparência sobre os impactes económicos, ambientais e sociais componente fundamental para que haja eficácia na relação para com as partes interessadas, na eficiência nas decisões sobre investimentos e noutras relações com o público. 

Com o desígnio de melhorar continuamente a sua actividade e domínios de intervenção, em matéria de ambiente, a Esposende Ambiente, EM, procura assegurar, através de um trabalho concertado, sistemático e sério, o desenvolvimento ambiental sustentado do concelho, sem descurar as componentes económicas e social. 

No desenvolvimento da sua actividade na área do ambiente e da cidadania, a Esposende Ambiente, EM, aposta na sensibilização, formação e educação para as questões relacionadas com a preservação do Ambiente, promovendo a adopção de atitudes ambientalmente mais correctas que contribuam para o desenvolvimento sustentado e assim, para a melhoria da qualidade de vida da população. 

O cumprimento de metas progressivamente mais ambiciosas, assim como o envolvimento activo da sociedade civil nos variados projectos, programas, objectivos e metas ambientais, irá potenciar a promoção dos valores ambientais locais, na melhoria da qualidade de vida das populações e na sustentabilidade ambiental.

Com o propósito de melhorar a qualidade de vida no concelho, a Esposende Ambiente, EM pretende prestar mais e melhores serviços, de forma eficaz e eficiente. No âmbito da delegação de competências por parte da Câmara Municipal, a Esposende Ambiente, EM efectua a fiscalização do cumprimento do contrato de concessão da recolha e transporte de RU no concelho de Esposende, atribuído à empresa SUMA, assim como presta colaboração ao Sistema Multimunicipal de Tratamento e Valorização de Resíduos – RESULIMA, na recolha de recicláveis. 

Assegurando a Limpeza Urbana da cidade de Esposende e da freguesia de Marinhas, pretende-se garantir de forma eficaz e permanente a limpeza e salubridade dos espaços e aglomerados urbanos do concelho e proceder à conservação e manutenção dos equipamentos de recolha e deposição e gerir a utilização dos mesmos. 

Esta gestão de resíduos é um processo oneroso, e que apenas pode ser modificado através da separação dos resíduos e seu devido encaminhamento para os ecopontos. Refira-se que ao nível da recolha e tratamento de resíduos, o concelho de Esposende apresenta um índice de cerca de 100% de população servida no que concerne à recolha de Resíduos Urbanos Indiferenciados, apresentando um rácio de aproximadamente 1 Ecoponto por 133 habitantes ao nível da rede de Ecopontos para deposição seletiva de resíduos. 

É com o desígnio de melhorar continuamente o seu desempenho que a Esposende Ambiente, EM se empenha na gestão adequada e responsável dos resíduos, no intuito de acautelar que a população de Esposende, principal cliente dos serviços prestados pela empresa, sinta uma melhoria na sua qualidade de vida, requerendo o esforço e compromisso dos cidadãos no sentido de manter o concelho limpo, com o objectivo de garantir o desenvolvimento harmonioso e sustentável de Esposende.

 

Dotada de uma rede de drenagem de águas residuais com cerca de 146 km, a Esposende Ambiente disponibiliza os serviços de recolha e tratamento adequados das águas residuais geradas por cerca de 85% da população do concelho de Esposende.

Esta actividade de gestão da Esposende Ambiente, EM passou em 2007 a ser assegurada pela empresa Multimunicipal Águas do Noroeste, com a efectivação do Contrato de Prestação de Serviços de Recolha de Efluentes.

Repartidas por 7 sub-sistemas, as águas residuais recolhidas no Concelho de Esposende são encaminhadas para as 7 Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), no sentido de devolver à natureza os recursos hídricos que esta nos empresta, de uma maneira sustentada e equilibrada.

Para o transporte das águas residuais para as ETAR, existem ainda mais de duas dezenas de Estações Elevatórias distribuídas pelos vários sub-sistemas.

 

Os espaços verdes públicos assumem hoje em dia uma importância fundamental na qualidade de vida das populações, e surgem como uma necessidade para o equilíbrio ecológico saudável do meio urbano. São espaços cuja conservação com qualidade e gestão ambientalmente sustentável, urge ser assegurada de modo a permitir que os munícipes e população em geral possam usufruir e beneficiar das suas valências. 

Como tal, a Esposende Ambiente, EM define como factores essenciais, a preservação e a promoção ambientalmente correcta dos espaços verdes do concelho, numa perspectiva de melhoria contínua do serviço prestado. 

A manutenção dos espaços verdes do concelho, nomeadamente os jardins públicos e as árvores dos arruamentos está a cargo da Esposende Ambiente, EM, assim como a gestão do Horto Municipal, promovendo a reprodução de plantas para utilização nos espaços verdes municipais. Também garante a gestão e funcionamento dos Parques de Compostagem onde são efetuadas as tarefas visando a compostagem dos resíduos verdes resultantes da manutenção dos espaços verdes do concelho, recebendo também resíduos verdes resultantes de actividades de jardinagem. 

Dada a inegável importância dos espaços verdes e a necessidade de os manter em bom estado, bem como o inegável interesse da população servida pelos referidos jardins, justifica-se um cuidado permanente e uma atenção especial para estes locais tão necessários no espaço urbano.

 

 

A Esposende Ambiente, EM, importa e abastece água captada no Rio Cávado e tratada pela empresa multimunicipal Águas do Noroeste, SA, de que o Município de Esposende é accionista.

Depois de captada e tratada, a água é disponibilizada à Esposende Ambiente em 7 pontos de entrega – Reservatórios do Marachão, Bouro, Bouro existente, S. Lourenço, Vila Chã e Antas e 2 nós de abastecimento para aglomerados populacionais mais a norte do concelho, na freguesia de Forjães.

Os reservatórios encontram-se posicionados estrategicamente de forma a garantir sempre a presença de cloro residual na água, existindo uma unidade de recloragem no reservatório do Bouro, gerida e controlada pela Águas do Noroeste, SA, à semelhança da manutenção dos reservatórios existentes.

No total estes reservatórios apresentam uma capacidade de reserva de 16.000 m3 de água, suficiente para garantir o abastecimento de água à população do Concelho durante cerca de 3 dias.

Através do sistema de abastecimento de água com cerca de 420 km de tubagens, a Esposende Ambiente distribui água de excelente qualidade aos munícipes do Concelho, o que resulta numa taxa de cobertura de mais de 99%.

Mais artigos...